terça-feira, 14 de abril de 2015

Um mês nas Terras do Norte!

Nem acredito, mas hoje estou completando um mês de Canadá!





Não acredito por dois motivos: primeiro, durante tanto tempo eu pensei e "dispensei" em morar fora do Brasil (desde a adolescência, na verdade) que é difícil agora entender que estou fazendo isso agora. Segundo, porque esse primeiro mês passou tão rápido que eu praticamente nem vi!

Quando paro pra pensar, contudo, vejo que fiz bastante coisa: tirei o NAS, abri conta em banco, dei entrada na Assurance Maladie, comprei um número de celular, conheci pessoas novas, comecei a m orientar na cidade, fiz inscrição no curso de inglês da McGill, tive experiências cotidianas bem legais (como o caso do restaurante chinês que contei) e outras nem tão boas (como ficar travado na hora de falar alguma coisa em inglês/francês), assisti palestras de integração para recém-chegados, procurei apartamento (e achei! Peguei o contrato justamente hoje, e vou escrever um post sobre isso depois), vi neve de verdade caindo, encarei sensação térmica de -15 ºC, dei informação na rua (!), me assustei com preços no supermercado... enfim, tudo isso junto, muito mais e misturado!

Não posso responder à pergunta "valeu a pena?" ou mesmo a "está valendo a pena?" simplesmente porque é muito cedo pra isso. "Valer a pena", pra mim, tem a ver com recomeçar a vida e fazê-la seguir numa direção mais próxima do que eu considero legal pra mim. E isso inevitavelmente levará tempo. Algumas decisões que tomo agora só poderão ser encaradas como boas ou ruins daqui a algum tempo. Mas as primeiras impressões são positivas, e eu vou falar sobre elas num post (ou talvez um vídeozinho) que estou preparando em reposta a algumas perguntas que chegaram pra mim por e-mail. Aguardem! :)

À bientôt!

2 comentários:

  1. Parabéns pelo primeiro mês. :)
    Pode me tirar uma dúvida? Essa surpresa com os preços no supermercado foi uma surpresa positiva ou negativa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Guilherme! :)
      A surpresa no supermercado não foi das melhores, não. Mas é meio relativo, porque boa parte do meu dinheiro ainda está no Brasil, então inevitavelmente faço comparações com o real, o que todo mundo sabe que não é legal.. Já me disseram que só quando você começa a ganhar em dólar é que você vê que as coisas no supermercado são mais em conta do que no Brasil. Espero que estejam certos :)

      Excluir